Death Song, último longa-duração editado pelos The Black Angels, leva já praticamente um mês de rotação desde que invadiu as plataformas sonoras de eleição com o seu garage rock submerso em padrões de ondas psicadélicas. Agora, os norte-americanos revelam a representação visual para “Currency”, o primeiro single extraído do disco em março, a que se sucederam “I’d Kill For Her” e “Half Believing“, e que foi composto durante o início da campanha eleitoral que acabaria por levar Donald Trump à presidência dos Estados Unidos.

Não surpreende, por isso, que este seja em essência um vídeo de tom tão cínico quanto irónico e cujo ponto central é a viagem de uma nota de dólar manchada de sangue que vai fazendo o seu percurso durante o decorrer de um dia por várias mãos em vários cenários. Alex Maas, o vocalista da banda, explica a visão por detrás da sequência de imagens:

The concept came from a day in the life of a dollar bill. Our video artist Bob Mustachio came up with the idea. It was meant to follow a ‘cursed bill’ over the course of a day or so. Ari Guerrero and Dallas Cloud produced and co-directed with Bob.

Lê também: O dinheiro e a morte segundo os The Black Angels em “Currency”

Death Song é o quinto registo de estúdio dos The Black Angels e foi lançado a 21 de abril pela Partisan Records.