Son Little sopra um r&b retumbante e charmoso de finas texturas, tecidas de forma a emoldurar a sua música de forma particularmente delicada. A sua nova canção “Demon To The Dark” lança, apesar do seu título, uma luz celestial e de esperança sobre o seu próximo álbum New Magic que será lançado oficialmente a 15 de Setembro deste ano pela ANTI-. Mas esta é mais que uma nova canção, é também um hino e uma vénia a Washington Phillips, cantor gospel a quem Aaron Livingston dedicou o tema, algo particularmente evidente nos seguintes versos:

Deacon Phillips, can you hear me
My dear old man, now, are you there
I think my train is off the railing
Is there some way to get it clear?

Para as audições de gravação das suas canções Aaron tentou, sem sucesso, reproduzir o som emanado pela manzarene, um instrumento criado e feito a mão pelo próprio Phillips para dar cor às suas composições tradicionais. Assim, à semelhança do que acontece em “Lay Down” do disco homónimo de estreia a solo de 2015 – que se focava numa conversa entre Aaron e a sua viola -, “Demon To The Dark” acolhe um outro diálogo imaginário, desta vez entre Son Little e o senhor Phillips, a quem o narrador da canção implora perdão sobre uma vida de sexo, drogas e rock n’ roll.

Se Phillips idealizou e produziu o seu próprio instrumento musical, Aaron imprimiu leveza à melodia da canção, arredondada pelo tom doce dos arranjos que se espalham e delongam na sua construção, conferindo um tom etéreo. A versatilidade de Son Little já era perceptível na soalheira “Blue Magic”; desta vez, as linhas em que foram cimentadas “Demon To The Dark” apontam para uma direção sonora diferente. Nela, os vocais melódicos do californiano soam por vezes como que mergulhados em eco e moldam com mestria esta balada soul tão hipnotizante quanto fascinante.

Son Little fez uma breve passagem por Paris onde gravou uma versão acústica do tema na companhia da sua viola, evocando ainda mais quietude para a alma dentro da ambientação em que interpreta a canção. Que os diálogos imaginários pensados por Aaron continuem a serem sintetizados em forma de música: que a sua voz acalma em instantes de tormenta.

Anti – : http://www.anti.com/