Dreampoppers, uni-vos! O novo álbum dos Wild Nothing, Indigo, já dobra a esquina e tem data marcada para ver a luz do dia: 31 de agosto. Antes disso, porém, Jack Tatum descortinou já o primeiro single do trabalho inédito, “Letting Go”.

Para os ouvintes de longa data, a música remete imediatamente para o disco de estreia da banda, Gemini, editado em 2010. A sonoridade inovadora da banda é, desta vez, acompanhanda de um notório amadurecimento de Tatum como letrista e músico, hoje considerado um dos maiores expoentes do dreampop contemporâneo.

De imediato, “Letting Go” injeta uma dose generosa de euforia, tomando o posto de uma das mais músicas tipicamente dançantes dos Wild Nothing. Contribui para isso o facto de o novo tema ter adotado uma produção mais limpa, incluindo a voz de Tatum, que sobressai de forma distinta daquela que costuma popular a sua discografia.

Jack Tatum define Indigo – que sai novamente com o selo da Captured Tracks -, como o resultado da sua fase mais “eficiente, calculada e confiante”. A depender de “Letting Go”, o norte-americano pode mesmo ter razão.

Wild Nothing - Indigo

Wild Nothing – Indigo