São trinta e oito anos de independência, trinta e oito anos a escrever na primeira pessoa o cancioneiro norte-americano e transglobal enquanto mestres artesãos do rock e da pop alternativa, são já catorze álbuns de originais, mais de uma mão cheia de compilações, discos de versões, outtakes, raridades e bandas sonoras. Sim, são os Yo La Tengo de Ira Kaplan, Georgia Hubley e James McNew e de obras essenciais como President Yo La Tengo, de 1989, Electr-O-Pura de 1995, And Then Nothing Turned Itself Inside Out 2000 e Fakebook – uma premonição década e meia antes? – em 1990.

Sim, e são os Yo La Tengo que já não passavam por Portugal desde um par de datas em 2013, na Casa Da Música no Porto e na Aula Magna em Lisboa, e que são mais uma das confirmações para o NOS Alive que acontece este ano entre os dias 12 e 14 de Julho. A banda de Hoboken, New Jersey, que toca no Palco Sagres, junta-se então no dia 13 de Julho aos The National, Queens Of The Stone Age, Two Door Cinema Club, Portugal. The Man, Chvrches, The Kooks, Future Islands e à legião de meninas escritoras de canções que a Arruada convidou para mais um dia de vozes femininas no Coreto do festival de Algés.

Os Yo La Tengo  não atravessaram o Atlântico para uma tour europeia depois do lançamento de Stuff Like That There, editado em 2015, um disco em que o trio fazia versões para algumas das suas canções de eleição e de algumas das suas próprias músicas, fazendo desta tour um acontecimento muito especial.

O restantes nomes confirmados até agora para o NOS Alive são At The Drive In, Franz Ferdinand, Friendly Fires, Future Islands, Pearl Jam, Perfume Genius, Rag’n’Bone Man, Real Estate e Wolf Alice. Os passes de três dias estão já esgotados tal como os bilhetes de 14, passes para o combo dia 12 e 13 e bilhetes singulares para esses dois dias ainda disponíveis.

Yo La Tengo no Palco Sagres do NOS Alive' 18

Yo La Tengo no Palco Sagres do NOS Alive’ 18