Os Young Fathers levam sem dúvida o troféu que os distingue como um dos colectivos mais intensos e inovadores dos últimos anos e prova disso mesmo são dois álbuns – Dead editado em 2014 e White Men Are Black Men Too lançado no ano seguinte -, que embora usem sonoridades urbanas com algum hip hop à mistura como rampa de lançamento, fabricam intricados tecidos recheados de laivos electrónicos de veia experimental que vão tecendo com várias camadas sintetizadores não lineares e algo imprevisíveis, algo que os coloca num pedestal único na cena mais alternativa. E isto para nem mencionar as explosivas e memoráveis apresentações ao vivo que por aqui já se teve a sorte de testemunhar, nomeadamente com a sua estreia em território nacional no Vodafone Mexefest, em 2013.

Os escoceses, que participaram com Tricky no EP Ritual Spirit de 2016 dos Massive Attack, iniciam agora o ano da melhor forma com o anúncio do lançamento do seu terceiro longa-duração e revelam as primeiras sonoridades para o disco, que parecem ser uma evolução e uma decorrência natural das atmosferas mais sóbrias, embora profundamente experimentais, labirínticas, tensas e transversais a vários géneros, do segundo disco em relação ao registo de estreia.

“In My View”, o single de apresentação de Cocoa Sugar, coloca a tónica em sintetizadores largos de tonalidades ambient em fundo, enquanto num primeiro plano se destacam um rappado suave contornado por batidas quentes, levemente reminiscentes dos trópicos, mas que se mantêm sempre num patamar constante, delicado e quase hipnótico. Cocoa Sugar será assim o terceiro registo de estúdio dos Young Fathers de Alloysious Massaquoi, Kayus Bankole e ‘G’ Hastings e tem data de lançamento marcada para 9 de Março, pela Ninja Tune.

Cocoa Sugar 
01. See How
02. Fee Fi
03. In My View
04. Turn
05. Lord
06. Tremolo
07. Wow
08. Border Girl
09. Holy Ghost
10. Wire
11. Toy
12. Picking You

Young Fathers - Cocoa Sugar

Young Fathers – Cocoa Sugar