Ainda empenhados em levar a bom porto as resoluções de Ano Novo que não tardarão muito a ser quebradas – vá lá, é verdade -, acaba por ser natural deixarem-se passar pelas malhas do tempo que se gastou noutros afazeres os primeiros sons do ano, produto de mentes hiperativas e viciadas no trabalho, ou, quem sabe, aquelas que tentam cumprir também as suas próprias resoluções – “este ano vamos começar a lançar música nova já em Janeiro!”

Os primeiros sete dias de 2018 acabaram por ver materializadas algumas canções que seria injusto deixarem-se fugir do mapa de música a reter… por isso, e para facilitar o processo de pôr a agenda em dia, estes são os 7 melhores lançamentos da semana, para a Tracker Magazine. Aqui, os 7 vídeos da semana.

01. Black Rebel Motorcycle Club – Echo

Os Black Rebel Motorcycle Club cumprem este ano duas décadas de carreira e celebram-no com o lançamento do seu oitavo disco. Wrong Creatures sai já no próximo dia 12 e esta semana ficámos a conhecer o novo single, “Echo”. (artigo completo)

02. FIDLAR – Frances Farmer Will Have Her Revenge On Seattle

O legado dos Nirvana tem convivido particularmente com a passagem do tempo, e agora são os FIDLAR de Zac Carper que recuperam um dos temas de In Utero – o último registo da banda de Kurt Cobain -, antes de editarem o terceiro álbum no qual já se encontram a trabalhar. (artigo completo)

03. MGMT – Hand It Over

Achavam que Dark Little Age se ia manchar apenas de tons góticos e neo-românticos? Pois, bem. Os MGMT trocam as voltas e começam o ano com algo completamente diferente. “Hand It Over” cruza Tame Impala e Foxygen no mesmo universo e deixa para trás o eyeliner e as luvas de renda. O disco é apontado para Fevereiro. (artigo completo)

04. Sufjan Stevens – Mystery Of Love

Sufjan Stevens não demorou a reaparecer com novas incursões por bandas sonoras. A nova “Mystery Of Love” faz parte da trilha para ‘Call Me By Your Name’, um filme que estreia no final do mês e que conta também com outras duas composições do norte-americano. Canções bonitas em películas bonitas. (artigo completo)

05. A Perfect Circle – Disillusioned

14 anos foi precisamente o tempo de espera que agora se esgotou com o anúncio da nova rodela discográfica de um dos vários projectos musicais de Maynard James Keenan. “Disillusioned” é a segunda amostra para o disco e penetra num tecido suave e delicado sem nunca perder o pulso tenso dos clássicos dos A Perfect Circle. (artigo completo)

06. They Might Be Giants – All Time What

Alternativos dentro do círculo alternativo, os lendários They Might Be Giants não têm gasto a veia peculiar na sua forma de fazer música ao longo das três décadas e meia de produção musical que já levam na sacola. Influências de Pixies, Weezer e Blur é o que se pode encontrar na nova “All Time What”, que abre mais um pouco da janela com vista para o novo disco. (artigo completo)

07. The Vaccines – I Can’t Quit

De volta a uma sonoridade tipicamente britânica que faz do rock n’roll a sua matéria-prima, depois de sobrevoados tons oitentistas com o disco anterior, os The Vaccines apresentam um novo registo com o primeiro single “I Can’t Quit”, uma prova que os rapazes de Londres não se esqueceram de como se faz um motim sonoro. (artigo completo)