Palace Winter
Palace Winter

A enciclopédia 80s pelos Palace Winter

Os Palace Winter foram buscar o rock alternativo REMiniscente dos primeiros anos dos 80s – no caso de “Positron” – e ao post-punk/new wave vanguardista dos The Cure – no caso de “Menton” – e trouxeram para os 10s um compêndio de tudo o que de maravilhoso se produziu nessa década nas esferas um pouco menos comerciais. E se é com um mês de atraso que embarcamos nesta viagem, o importante aqui não é tanto a inflexibilidade temporal do calendário mas, como em quase tudo na vida, a própria viagem independentemente do destino ou da grandiosidade da edificação.

E por falar em viagem, foi numa dessas deambulações de autocarro pelo mapa dinamarquês que se conheceram Caspar Hesselager e Carl Coleman, o primeiro, dinamarquês, o segundo, australiano. E  é humildemente que agradecemos ao destino tê-los juntado, porque em qualquer dos casos, a música é muito bem construída, muito bem produzida e o resultado é principesco, magnificente e deslumbrante.

Depois do EP Medication de 2014, do qual pertence “Menton”, “Positron” estreou pelas interwebs em Fevereiro e é o primeiro single do disco de estreia Waiting For The World To Turn que nos chega a 3 de Junho pela label dinamarquesa Tambourhinocerous <3 Se pendem mais para as guitarras de REMiniscências 80s, podem clicar em “Positron” (esperem uma surpresa psych incrível mais ou menos inesperada lá para o final); se é a escuridão e as ambiências soturnas, densas, contagiantes e dançáveis que mais vos atrai, façam o favor de passar directamente a “Menton”. Se gostam de música, são ambas para consumo obrigatório.

[soundcloud url=”https://api.soundcloud.com/tracks/246039705″ params=”color=ff5500&auto_play=false&hide_related=true&show_comments=false&show_user=true&show_reposts=false” width=”100%” height=”166″ iframe=”true” /]