Ainda não é “Right Here Right Now” mas já falta muito pouco para Fatboy Slim regressar aos palcos nacionais. É já no próximo mês de Julho que Norman Cook volta a Portugal e também ao Super Bock Super Rock onde tocou em 2004, na altura a meio caminho entre edições: Halfway Between The Gutter And The Stars tinha já sido lançado em Novembro de 2000, e Palookaville iria ser editado quatro meses depois da passagem de Norman pelo Parque Tejo onde partilhou o cartaz com Massive Attack, Pixies e Muse.

Na continuidade da tour de celebração dos vinte anos de Better Living Through Chemistry, o disco de estreia do músico, produtor e DJ de Brighton que é simultaneamente um dos discos que marcou a geração Big Beat inglesa ao lado de nomes como os Chemical Brothers, Prodigy, The Crystal Method ou Basement Jaxx, e sete anos depois do último disco de originais Here Lies Love com David Byrne, Cook traz a Lisboa os mesmos vinte anos de história, de experimentação e desafio constante e muitas mãos cheias de hinos electrónicos perfeitamente desenhados para espaços imensos de celebração. Relembre-se “Gangster Tripping”, “The Rockafeller Skank” ou “Sunset (Bird of Prey)” e garante-se já a fiesta no dia 15 de julho no Palco Super Bock da 23ª edição do SBSR, mesmo dia em que tocam Deftones, Foster the People, a “The Life Aquatic” de Seu Jorge, Silva, TaxiWars, James Vincent McMorrow e os portugueses Bruno Pernadas, Sensible Soccers, Black Bombaim e Stone Dead.

Estão já confirmados também Red Hot Chili Peppers, The New Power Generation feat. Bilal, Capitão Fausto, Kevin Morby, The Orwells, Boogarins, Alexander Search, Throes + The Shine, Manuel Fúria e os Náufragos, Minta & The Brook Trout, FutureLondon Grammar, Língua Franca, Slow J, NBC, Octapush e Keso.