Androginia, cores e trajes femininos abrem espaço para uma visão infantil sobre a solidão e a descoberta da transexualidade no novo vídeo para “Happy Family”, tema retirado do álbum de estreia dos Sundara Karma intitulado Youth Is Only Ever Fun In Retrospect lançado em Janeiro deste ano pela RCA Records.

O sopro indie rock apresentado pelo quarteto britânico composto por Haydn Evans, Dom Cordel, Oscar Pollock e Ally Baty ganhou dimensão e visibilidade no Reino Unido desde as primeiras músicas reveladas nos EPs I e II. Com a chegada do longa-duração de estreia, chegam também as certezas. Canções questionadoras, intimistas e ao mesmo tempo amplas e com capacidade de encher espaços enormes; de ambiguidade sexual declarada e com a linhagem da pop inglesa mais adocicada, mas sempre rock. Pensem num encontro fortuito entre os The 1975 e os Kings Of Leon e estão muito perto.

Em “Happy Family”, o vídeo foi lançado na sexta-feira passada, os Karma desaceleram a melodia e entregam uma delicada peça de nostalgia que dá som às lembranças provenientes da experiência sobre a solidão e a infância tanto de Oscar Pollock, a voz dos Sundara Karma, como do realizador Storma Cairns, tal como explicado pelo próprio em conversa com a Fader, em que este último explica que:

The story was inspired by both the lyrics and experiences from when I was a kid. After speaking to Oscar the idea reflected his own childhood too and it was great to talk it through with him.

Acordes lentos mas sem encaminhar a canção para a total melancolia, “Happy Family” desenvolve-se entre um ritmo constante pontuado pela guitarra de Oscar que surpreende num crescendo quase épico. Uma banda a seguir com toda a atenção com a certeza que vão romper facilmente com os rótulos indie.

I thought Stroma’s treatment was charming and sweet, it brought a tear to my eye. I only wish that my mum had such dresses when I was younger. – Oscar Pollock