E é com Marble Skies a descer no horizonte, que os britânicos Django Django iniciam o seu terceiro capítulo discográfico, e aquele que vem suceder a Born Under Saturn, disco de 2015, e Django Django, de 2012.

Se com “Tic Tac Toe“, o primeiro single extraído do álbum, não se adivinhavam grandes mudanças nas tapeçarias sonoras estendidas à luz de um psicadelismo electro-saltitante mascarado de art rock – uma ideia que o segundo avanço, “In Your Beat“, viria a confirmar -, a verdade é que a banda baralha tudo e regressa com um disco mais aconchegado a melodias pop.

Mais contidos e sóbrios, menos esfuziantes e eufóricos que nos dois registos anteriores, Marble Skies foi editado na passada sexta-feira, dia 26 de Janeiro, para descolar numa viagem expansiva e lunar, com algum dos mesmo elementos que sempre fizeram da sua música um objecto único e indissociavelmente seu, embora se embrulhe agora num papel bastante menos metalizado.