El Vy: Arte e amizade através dos anos

Há notícias boas e que iluminam todas as tardes no mundo. Matt Berninger dos The National  e Brent Knopf dos Menomena e dos Ramona Falls cumpriram um sonho antigo e finalmente deram som a uma amizade antiga. El Vy é o fruto desta reunião mas temos ainda cerca de dois meses até nos podermos lambuzar de prazer nestas histórias autobiográficas de Matt.

This record is more autobiographical than anything else I’ve written but the details aren’t true. It’s written in the voices of a few invented characters, composites people – myself, my wife, and other people I was thinking about.

O projecto nasce verdadeiramente há mais de uma década quando ambos andavam a tocar ainda em clubes vazios na costa oeste dos Estados Unidos e onde nasceu uma profunda conexão artística. Passaram-se anos e ao longo do tempo Brent ia enviando esboços de canções a Matt e este devolvia-os com melodias e letras até que no Inverno de 2014 o coração dos El Vy começou a bater e o corpo a ganhar forma de disco.

I never worried about sending Matt something unfinished. He’s able to imagine where it can go. He can grab the four bars that will become the core of the track and develop them into something amazing.

Com discos a meio caminho de estarem prontos, tanto os The National como os Ramona Falls, os El Vy (a ler-se como o plural de Elvis) não são apenas um projecto paralelo e muito menos um substituto das bandas de ambos. São antes um vislumbre de um universo alternativo paralelo onde Matt nunca saiu de Cincinnati, onde a Meca do punk-rock do midwestern americano, o Jockey Club nunca encerrou portas e onde D. Boon e Mike Watt dos Minuteman são mais lendários que Jagger e Richards. Um mundo paralelo mas recriado de uma forma pessoal, divertida e reflexiva por Berninger através de um sentido de rebelião teen alimentado pelas políticas sociais corrosivas dos pilares de um sociedade saudável no coração da América.

Esta é “Return to the Moon (Political Song for Didi Bloome to Sing, with Crescendo)”, o primeiro vislumbre para Return to the Moon lançado pela 4AD. Se mais revelações como esta forem aparecendo até 30 de Outubro estamos lançados para um grande disco, nada que admire muito vindo de duas das mentes mais ricas do indie-rock actual.