E quando a crise aperta forte os punks dão a cara. Quase que parece que o ex-Hüsker Dü teve algum tipo de premonição, mas o single que vem apresentar o sucessor de Sunshine Rock, surge em pleno cenário de guerra civil nas ruas dos Estados Unidos. Entre os já mais de 100.000 mortos provocados pelo covid-19 e os protestos nas ruas do país depois da morte (filmada e partilhada publicamente) do afro-americano George Floyd, as terras do Tio Sam estão efectivamente mergulhadas numa crise profundíssima.

Um manifesto feroz que Mould descreve como a tale of two times. Past Time and Present Time. The parallels between 1984 and 2020 are a bit scary for me: telegenic, charismatic leaders, praised and propped up by extreme Evangelicals, either ignoring an epidemic (HIV/AIDS) or being outright deceitful about a pandemic (COVID-19).

O disco sai dia 25 de Setembro pela Merge, estando tanto o single como o álbum já dísponivel para compra e pré-reserva. Os lucros das vendas de “American Crisis” conseguidos até dia 07 de Junho revertem para as associações  OutFront MinnesotaBlack Visions Collective.

Sunshine Rock foi editado em Fevereiro de 2019 e foi um dos nossos 270 discos do ano que devias ter ouvido e não ouviste… ou ouviste?.

Blue Hearts

01. Heart on My Sleeve
02. Next Generation
03. American Crisis
04. Fireball
05. Forecast of Rain
06. When You Left
07. Siberian Butterfly
08. Everyth!ng to You
09. Racing to the End
10. Baby Needs a Cookie
11. Little Pieces
12. Leather Dreams
13. Password to My Soul
14. The Ocean

album cover

Bob Mould – Blue Hearts