E o que tem isso a ver com as ilustres gentes lusitanas? Pois, bem. São já sobejamente conhecidos os pontos de contacto, os elos de ligação e os artistas em comum que aparecem entrelaçados num variado espectro musical partilhado pelos cartazes do lisboeta NOS Alive e do madrileño Mad Cool, festivais ibéricos que em conjunto desenvolveram no ano passado uma iniciativa inédita no âmbito da qual era disponibilizado ao grande público um bilhete único, garante de uma entrada para ambos os eventos. O que viria a figurar nos compêndios da História Universal dos Festivais como a primeira entrada inter-fronteiras do planeta.

É por isso compreensível que as esferas festivaleiras dêem especial atenção e se agitem de forma particular quando aquela que se pode apelidar como a congénere espanhola do festival lusitano revela novas confirmações para o seu cartaz. Este ano, At The Drive-In, Portugal. The Man, Franz Ferdinand, Future Islands, Pearl Jam, Perfume Genius, Queens Of The Stone Age, Real Estate e os ainda não confirmados Snow Patrol são os artistas, alguns deles recém-revelados no alinhamento, que irão atravessar a raia luso-espanhola para actuações em ambos os lados da Península.

Não é de surpreender, por isso, que muitos esperem nomes como Black Rebel Motorcycle Club, Kasabian, Nine Inch Nails, Massive Attack, parte do cartaz do Super Bock Super Rock do ano passado, ou Japandroids, que estiveram no Vodafone Paredes de Coura este Verão, se estendam pela ocidental praia do Passeio Marítimo de Lisboa em Julho próximo. Não é de estranhar então que se tenha formado um burburinho quando, já no decorrer do dia de hoje, foi relevado um novo lote de excelentes motivos para se avivar a esperança que alguns destes artistas se juntem por cá.

Das novas confirmações para o Mad Cool destacam-se os Tame Impala, naquela que é, até ao momento, a primeira data revelada para 2018 da banda de Perth que fez parte do cartaz do NOS Alive na edição 2016 e 2013, e os míticos Alice In Chains, que desde 2006 têm William DuVall nas funções de vocalista, depois do falecimento de Layne Staley, em 2002. Os Rival Sons, Glass Animals, FIDLAR, Porches, Bed Rugs, são apenas mais alguns dos artistas que passarão pela capital espanhola. O alinhamento e a distribuição por dias encontra-se no cartaz divulgado pela promotora já ali em baixo. Parece que o cartaz já se encontra fechado? Parece, mas não está 😉

O Mad Cool regressa a Madrid entre os dias 12 e 14 de julho, enquanto o NOS Alive decorre nos mesmos dias, em Lisboa. Os passes gerais do festival lisboeta encontram-se já esgotados, e os do festival espanhol estão marcados a €165 . Em baixo, fica uma reflexão sobre o percurso dos Tame Impala, lançada ontem pela Middle 8, e sobre a eventual data de edição do próximo disco dos australianos liderados por Kevin Parker.

Mad Cool