Um disco de canções que chegam de um lugar próximo no tempo e na memória, um local de optimismo e de força na adversidade encontrado na paixão e na intensidade do blues. É assim que Fin Greenall apresenta Resurgam, o segundo disco que 2017 recebe do trio britânico Fink, um trabalho que entra pelas portas escancaradas deixadas pelo anterior registo – Fink’s Sunday Night Blues Club Vol.1, editado em Março deste ano -, e uma leitura do blues segundo o evangelho da própria banda.

Resurgam, 10º longa-duração dos rapazes de Bristol, foi editado a 15 de Setembro como habitualmente pela Ninja Tune e pela R’coup’d – editora fundada por Greenall -, e é com ambos os discos e uma carreira de 20 anos que Fink regressa a Portugal nos dias 06 e 07 de Novembro para duas datas inseridas numa tour que começou em meados de setembro em Gdansk, na Polónia, e termina dentro de um mês na Holanda. O Teatro Tivoli BBVA em Lisboa e a Casa Da Música no Porto são as salas que recebem as já habituais noites de intimidade sublime que os britânicos proporcionam.

“This Isn’t A Mistake” é até agora o único vídeo oficial retirado de Resurgam e foi captado ao vivo em Amesterdão, no Q Factory, diante de 800 fãs convidados e que aconteceu durante os ensaios de produção para a nova tour.

Guy Whittaker e Tim Thornton acompanham Fin enquanto os vértices sagrados da construção de exercícios melancólicos onde a electrónica ambiental, a folk, o breakbeat e o songwriting de reverências post-rock e funk de excelência são meros acessórios de uma linguagem muito própria.

We tried to make a record we would listen to and go “fuck – I wish we’d written that”. Every time I listen to it that’s exactly what I think. I kinda have to pinch myself to remind myself that we did… – Fin