Gordi
Gordi

Gordi: 22 anos e as algibeiras nutridas de fantasia

Gordi tem o prazer de anunciar o lançamento do seu EP de estreia, Clever Disguise, que deve sair a 8 de Julho na Jagjaguwar. Todas as músicas do EP são originais com a produção de Alex Somers (Sigur Ros, Julianna Barwick) e François Tetaz (Gotye, Architecture in Helsinki).

Aos 22 anos de idade, Sophie Payten destila um amplo espectro de experiência emocional em gemas musicais cativantemente arrepiantes – vocais mundanas pontuadas por arranjos maravilhosos. Sendo a sua mãe professora de música, os instintos musicais de Gordi começaram no piano em terna idade. Como tantos dos seus heróis musicais, ela foi atraída para a temporalidade da corda de aço – um útil pedaço de arsenal a ter quando se cresce numa propriedade agrícola em Canowindra na zona rural de New South Wales, na Austrália. Mas a sua inteligência na composição é encontrada, em parte, no espectro emocional que as suas faixas compreendem – de dor melancólica a celebração animada, as suas viagens líricas levam-nos a lugares das nossas memórias e imaginações que desmentem os seus 22 anos. A franqueza nas canções de Gordi é acompanhada por um tom vocal que é ao mesmo tempo quebrado e repleto de riqueza. Combinando camadas vocais e texturas de guitarra práticas com a moderna e delicada produção electrónica, a paleta sonora de Gordi é algo que ela pode chamar de seu: vasta, no entanto cortês, um frio e cansado turbilhão invernal em torno de um coração que bate meigo.

Este é o video que abre o caminho para Clever Disguise, “Can We Work It Out”.