Enquanto Damon Albarn anda às voltas com a macacada que lançou no ano passado Humanz – disco que aparentemente vai ter já em 2018 um candidato à sucessão de último disco dos Gorillaz -, e com o regresso dos The Good the Bad & the Queen às edições, Graham Coxon não se fica nas sombras e avança com um tema novo.

O guitarrista dos Blur é o responsável pela escolha da música e pela composição do score original de uma das séries mais faladas do início do ano, The End of the Fucking World. Baseado numa série de banda desenhada de Charles Forsman e com a marca da Netflix, a série está em exibição desde 5 de Janeiro em todo o mundo ,apesar de ter estreado no UK em Outubro através do Channel 4. A série conta a história de James, um adolescente problemático que acha que é psicopata e Alyssa, uma colega de turma que descobre em James um escape aos problemas lá de casa.

Coxon divulga agora o primeiro tema, “Walking All Day”, uma canção que habita um bosque recheado de country music e americana gingona perfeita para correr as estradas do interior do Reino Unido à boleia de uma carrinha de caixa aberta. Graham tinha editado em Dezembro o 7” “Falling” em forma de tributo a um amigo desaparecido. A música, que está para escuta em baixo, é uma cover de um tema de Luke Daniel, o amigo falecido, e todas as receitas reverteram para a CALM (Campaign Against Living Miserably), uma associação que trabalha na prevenção do suicídio.

A banda sonora foi gravada no estúdio caseiro de Graham Coxon durante o Verão do ano passado e é o primeiro score escrito pelo músico inglês. The End of the Fucking World sai em formato digital já no dia 26 de Janeiro e terá uma edição em vinil a 16 de Março.

The End of the Fucking World
01. Walking All Day
02. Angry Me
03. Flashback
04. In My Room
05. Bus Stop
06. Beach 2
07. Saturday Night
08. Car Garage 2
09. It’s All Blue
10. Detectivez
11. Lost Mutantz
12. Field
13. Morning Star
14. Roaming Star
15. Television Cop
16. There’s Something in the Way That You Cry