Todo o ar que os Iceage tinham, em meados deste mês, encapsulado de forma bem hermética e sufocante em “Catch It” – o single de apresentação para o sucessor de Plowing Into The Field Of Love, editado em 2014 e, até agora, o último ocupante da discografia da banda -, é agora expelido no desamarrado “Pain Killer”, que vem mostrar que nem só de canções tensas, narcóticas e asfixiantes se fará o quarto álbum de originais dos dinamarqueses.

O segundo tema de avanço para Beyondless, que tem lançamento marcado no calendário para 4 de Maio, vê Elias Bender Rønnenfelt partilhar o microfone com Sky Ferreira, uma colaboração entre os dois músicos que não é inédita: a norte-americana tinha ido para trás das câmaras e realizado a videografia para “Christmas On Earth” dos Marching Church – projecto de Elias paralelo aos Iceage -, em Dezembro passado.

Ao contrário da atmosfera post-punk nebulosa e hipnótica de “Catch It”, “Pain Killer” dissipa o ar com guitarras de tonalidades 70s, saxofones e trombones, e um rock n’roll que resgata uma certa semelhança com a herança deixada pelos Sonic Youth de Kim Gordon, especialmente no respeita aos desvios oblíquos na melodia da canção, uma afinidade que a voz de Sky Ferreira vem intensificar.

Enquanto Elias hibernava os seus Iceage, os Marching Church editavam dois discos, This World Is Not Enough, em 2015, e Telling It Like It Is, no ano seguinte. Beyondless é lançado pela mão da Matador Records no dia 4 de Maio.

Lê tambémIceage de Elias Rønnenfelt regressam aos temas originais com o irrespirável “Catch It”

Beyondless
01. Hurrah
02. Pain Killer
03. Under the sun
04. The day the music dies
05. Plead the fifth
06. Catch it
07. Thieves like us
08. Take it all
09. Showtime
10. Beyondless