Charlie Lowe

James Alex dos Beach Slang substitui o punk por orquestras na nova versão de “Dirty Cigarettes”

Afinal, a transfiguração do punk amotinador dos Beach Slang numa versão orgânica, delicada, desenhada pela quietude e pela elegância melodiosa das orquestras, não ficou encerrada no EP de 2017, We Were Babies & We Were Dirtbags, a estreia discográfica do vocalista James Alex que, enquanto Quiet Slang, se propôs retrabalhar algumas canções editadas pela banda, juntamente com covers de outros artistas.

O projecto paralelo e em nome individual de James Alex, levou-o assim a explorar novos campos sonoros numa órbita totalmente distinta e num universo completamente à parte dos Beach Slang, algo que tem continuidade em 2018, com a edição do longa-duração de estreia dos Quiet Slang. Everything Matters But No One Is Listening é editado a 18 de Maio pela Polyvynil Records e o primeiro tema de avanço é “Dirty Cigarettes”, uma nova versão para um tema dos Beach Slang, que nesta sua nova roupagem segue nas mesmas avenidas acústicas e orquestradas do EP anterior. “Dirty Cigarettes” foi lançado originalmente em 2014 no álbum Cheap Thrills On A Dead End Street.

Os Beach Slang estiveram, em 2016, em risco de ver terminado o ser percurso enquanto colectivo, com James Alex a anunciar durante um concerto o final da banda que tinha editado até aí apenas dois discos, algo que não se veio a confirmar, com o norte-americano a substituir dois elementos do grupo. O último álbum dos Beach Slang data de 2016 e levou o título A Loud Bash of Teenage Feelings.

O original de “Dirty Cigarettes” pode ser ouvida em baixo, enquanto a nova versão pode ser ouvida em cima.

Lê tambémQuando os Beach Slang se tornam Quiet e o punk se deixa intimidar por orquestras