As orbes de luz dançaram no céu nos últimos dias de Fevereiro para dizer que Jon Hopkins estava de volta mas sem mais informações concretas. Um vídeo transcendental de uma beleza ímpar surgia nas redes sociais do músico e produtor inglês sugeria o visionamento e audição do trabalho com headphones e em full screen, enquanto afirmava que era ali que tudo começava. A razão da sugestão estava perfeitamente visível, e sabe-se agora que a história avança para um novo capítulo.

É também de um ponto de luz no cosmos que nasce a história de “Emerald Rush”, o vídeo para o novo tema de Hopkins. Um exercício de animação sobre o processo de expansão da mente e do ser através de uma experiência extra-sensorial em que um menino se encontra e se enfrenta através de um elemento da natureza, do energeticamente puro ao energeticamente poluído, e de volta ao essencial da energia. Além da versão edit, que chegou ao vídeo, “Emerald Rush” existe também em formato longo, ambas em baixo para ouvir.

A nova música de Jon Hopkin faz parte de um todo maior que sai a 4 de Maio, pela Domino. Singularity, que sucede a Immunity de 2013, foi composto com base nas experiências de meditação e estados de transe de Jon Hopkins e desenvolveu-se através das teorias do início, expansão e contração do Universo até ao mesmo ponto infinitesimal. O quinto longa-duração do britânico coloca frente a frente a distopia em que se tem tornado a civilização moderna e urbana e a simplicidade intrincada da mãe-natureza. A Domino resume Singularity como:

..a journey that returns to where it began – from the opening note of foreboding to the final sound of acceptance. (…) It is a transformative trip of defiance from his initial sense of frustration at the state of the contemporary world to the ultimate conclusion that a true sense of peace and belonging can only come from nature.

O vídeo para “Emerald Rush” foi realizado por Robert Hunter e Elliot Dear. Alinhamento e artwork (link para a pré-compra na imagem) em baixo. Jon Hopkins é um dos nomes confirmados para o Festival of Disruption de David Lynch, que acontece em Brooklyn também em Maio, e faz também parte do cartaz da edição de Barcelona do Primavera Sound.

 

Singularity
01. Singularity
02. Emerald Rush
03. Neon Pattern Drum
04. Everything Connected
05. Feel First Life
06. C O S M
07. Echo Dissolve
08. Luminous Beings
09. Recovery

Jon Hopkins - Singularity

Jon Hopkins – Singularity