Entre a dificuldade e a surpresa. Juana Molina tem vindo, desde 1996, a contorcer-se nos corredores bizarros e frenéticos das zonas mais experimentalistas da escrita de canções. Continuamente a desafiar os conceitos em que a electrónica (madre superiora de larga fatia das experiências experimentais) se tece e a invadir desenfreadamente os livros de estilo da folk Molina existe, não como um dos expoentes máximos da folktronica – ou qualquer outro nome de baptismo que se tente forçar à música da argentina -, mas como um exemplar único nos laboratórios onde se testam os encontros improváveis das raízes da música com o futurismo.

Halo, apenas o sétimo disco de originais em mais de vinte anos de Molina, saiu há cerca de duas semanas pela Crammed Discs e prolonga e desenvolve o habitual percurso da compositora de Buenos Aires: Canções de sombras e urbanas, músicas cirúrgicas e tantas vezes avassaladoramente emocionais, temas de outros mundos além planeta e aquém corpo. Juana vem já desde Fevereiro do ano passado a preparar o sucessor de Wed 21, disco de 2013 que a trouxe pela última vez a Lisboa e ao palco da Casa Independente, com revelações de novos temas e o lançamento de vídeos para “Lentísimo Halo”, “Paraguaya”, “In the Lassa” e “Cosoco”.

De regresso à capital portuguesa, Juana Molina desce até ao rio para ocupar um dos lugares no Palco Sagres do NOS Alive na edição de 2018 do festival. A argentina toca no dia 12 na tenda ao lado, entre outros, dos Wolf Alice, Friendly Fires e Sampha.

Os nomes já confirmados para o NOS Alive são Alice in Chains, António Zambujo, Arctic Monkeys, At The Drive In, Ana Garcia Martins, Beatriz Pessoa, Bernardo, Black Rebel Motorcycle Club, Blasted Mechanism, Branko, Bruno Henriques, Bryan Ferry, Cachupa Psicadélica, Cebola Mol, Chvrches, Colóquio de Bethipsters (Guilherme Geirinhas e Manuel Cardoso), Diogo Batáguas, D’Alva, Dead End, DJ Glue, DJ Lag, Eels, Franz Ferdinand, Friendly Fires, Fumaxa, Future Islands, Kalashnikov, Guilherme Duarte, Here’s Johnny, Jack White, Jain, Japandroids, João Pinto, Joel Ricardo, Khalid, Kokoko!, Lotus Fever, Mallu Magalhães, Miguel Araújo, Mighty Sands, Marmozets, Miguel Lambertini, Minta & The Brook Trout, MGMT, Na Surra, Nine Inch Nails, Orelha Negra, Pearl Jam, Pedro Seabra, Papillon, Pedro Teixeira da Mota, Perfume Genius, Primeira Dama, Populous, Portugal.The Man, Queens Of The Stone Age, Rag’n’Bone Man, Rastrounat + AKACorleone, Real Estate, Rui Cruz, Rui Sinel de Cordes, Rui Xará, Sampha, Sango, Simon Day , Snow Patrol, Spdeville, Surma, The Kooks, The National, Two Door Cinema Club, Wolf Alice, Yo La Tengo, XXIII e 800 Gondomar.

Juana Molina @ NOS Alive 2018

Juana Molina @ NOS Alive 2018