Será que Mark Kozelek vai conseguir a proeza de lançar mais discos em 2018 do que em 2017? O ano ainda não chegou ao fim e o norte-americano já anunciou não um, não dois mas três novos trabalhos para o ano que vem: dois deles serão com os Sun Kil Moon, com quem editou este ano Common As Light And Love Are Red Valleys of Blood 30 Seconds to the Decline of Planet Earth, longa-duração que deu continuidade à parceria com os Jesue o terceiro será a banda sonora “for a beautiful James Franco directed film”,  como o classifica o próprio Kozelek, que levará o título de The Pretenders.

Num comunicado publicado no seu site oficial, o ex-Red House Painters confessa ter já preparados dois álbuns muitos diferentes sob a insígnia Sun Kil Moon, ambos fruto de uma tentativa frustrada de parar de tocar durante parte deste ano. Kozelek gravou um dos discos, que sairá algures durante o próximo Verão, em vários quartos de hotel, em San Francisco, ao longo do ano, de forma a escapar à atmosfera fria e sem vida dos estúdios. A nova abordagem permitiu-lhe também testar novos espaços de gravação e observar a forma como esses locais iriam afectar o versão final dos temas.

O segundo disco de Mark Kozelek, escrito durante a tour de Novembro que passou por Portugal, pelo Auditório de Espinho, e finalizado durante este mês em Londres, encontrou o habitat de gravação em Copenhaga durante as datas dinamarquesas. O norte-americano conta, no testemunho que podem ler em baixo na íntegra, que as letras foram escritas em comboios e aviões durante as deslocações entre concertos e que a música ia surgindo naturalmente durante os soundchecks.

Nenhum dos discos tem ainda título conhecido, mas o músico do Ohio revela já que o segundo trabalho, que sairá provavelmente em Novembro, incluirá um trio de covers, algo que tem vindo a fazer desde os tempos dos House Painters. As músicas contempladas com novas versões serão “Come On Get Happy”, dos Partridge Family – em jeito de homenagem a David Cassidy, músico desaparecido há pouco mais de um mês -, “Rock ‘N’ Roll Singer” dos AC/DC, tema que Kozelek tinha já gravado no seu primeiro disco em nome próprio, What’s Next To The Moon em 2001, e que será também um tributo, desta vez a Malcolm Young, que faleceu também em Novembro, e por último “Chapter’87”, tema retirado da novela de John Connolly, He.

Além dos discos editados sob o cognome inspirado no boxer coreano Sung-Kil Moon, Kozelek lançou este ano Yellow Kitchen, um álbum colaborativo com Sean Yeaton, dos Parquet Courts, e Mark Kozelek with Ben Boye and Jim White, com Ben Boye e Jim White, aos quais somou ainda o EP em nome próprio,  Night Talks.