Phil Elverum, o norte-americano por detrás do heterónimo Mount Eerie, não demorou muito a iniciar os trabalhos num disco que tomará este ano o lugar ocupado no ano passado por A Crow Looked At Me, o registo de estúdio número oito de uma carreira desenhada por ambiências quase sempre de ADN lo-fi e que se espraia por territórios minimalistas, experimentais e com uma janela permanentemente viradas para uma folk contornada por ambientações electrónicas.

Now Only, o próximo álbum do norte-americano, tem saída prevista para 16 de Março pela P.W. Elverum & Sun, um portal empenhado em divulgar o produto da veia criativa não só de Phil enquanto Mount Eerie, como também do seu projecto paralelo The Microphones, bem como de amigos que queiram ver a sua música editada. E embora a P.W. cumpra as mesmas funções de uma editora, Phil não se revê no conceito e não a identifica como tal.

O álbum, que sairá praticamente um ano depois de lançado o longa-duração anterior e foi composto nos momentos que se seguiram à morte da esposa de Phil, Geneviève Castrée Elverum, em 2016, tem já uma primeira amostra para ser ouvida. “Distortion” é um tema de 11 minutos que se inicia muito apropriadamente com as distorções próprias de uma guitarra eléctrica mas que escorre no restante tempo pelas dedilhações de uma guitarra acústica, sobre a qual Phil sobrepõe a sua voz que se encontra num registo meio cantado, meio declamado.

Now Only
01. Tintin in Tibet
02. Distortion
03. Now Only
04. Earth
05. Two Paintings by Nikolai Astrup
06. Crow pt. 2

Mount Eerie - Now Only

Mount Eerie – Now Only