Com o ponto final dado aos Gossip em 2016, isto depois de uma carreira que teve os seus primeiros passos em 1999 e que deixou uma marca importantíssima na pop de carácter independente, Beth Ditto avançou de olhos postos num futuro que passaria por uma carreira enquanto designer de moda paralela ao de uma carreira a solo.

Não foi preciso esperar muito entre os derradeiros momentos da sua banda anterior, e em 2017, Ditto voltava já com música nova em nome próprio. Sem deixar para trás as claras influências que aglomerava nos Gossip – o seu disco a solo encontra-se envolto nas guitarras do punk e do post-punk que escreveram muita da história dos norte-americanos -, Beth entrava a escaldar em Abril do ano passado com “Fire”, o primeiro single do que viria a ser o disco de estreia, Fake Sugar, que chegaria apenas dois meses mais tarde. Entretanto, o caminho foi sendo preparado com mais dois singles, “Oh La La” e “We Could Run“, com as novas sonoridades que Beth Ditto tinha acrescentado ao disco-punk que trazia de trás: o pop é mais pop, o disco é mais dance, e o soul, o gospel e o southern rock dão aqui e ali muitas vezes um ar de sua graça.

Beth Ditto regressa agora a Portugal, no contexto do lançamento do seu disco de estreia, passados 8 anos da última passagem dos Gossip pelo Optimos Alive, para um concerto no Cineteatro Capitólio, no dia 7 de Junho. O concerto está inserido na tour mundial de Fake Sugar e os bilhetes estão já disponíveis com o preço único de 30€.