Inegavelmente dotados de uma intensa energia, comparável a uma supernova em explosão no infinito do universo, os INHEAVEN libertam a cada single uma catarse física e emocional tal que deixa adivinhar com algum grau de certeza que serão uma banda de particular força em palco, imbuídos de um poder devastador capaz de agarrar multidões de rockers. Visualmente atraentes, a sua sensualidade ancora brilhantemente nos anos 90 com todos os tiques de banda de rock alternativo dessa época; desarmante é também a forma como assumem as suas referências, que vão desde os riffs dos Nirvana, o noise melódico dos Sonic Youth, o shoegaze dos Ride e ainda o rock mais tradicional de Neil Young.

O disco de estreia sai a 01 de setembro pela PIAS mas boa parte já anda por aí há algum tempo em inúmeros vídeos que a banda de Brighton vem lançando desde 2015. O novo tema “World On Fire” segue a trilha já alicerçada pelas criações precedentes da banda, e embora envergando uma sonoridade mais polida, o som continua eléctrico, o refrão cola-se na pele e as vocalizações alternadas de Chloe Little e de James Taylor detonam como sempre a dinamite armadilhada nas guitarras dos INHEAVEN.

Um caminho rápido e fértil que demonstra o talento incontestado da banda inglesa e ao mesmo tempo uma cada vez maior ressaca do mundo alternativo por guitarras, por fúrias com sentido, pela raiva e pelo sonho adolescente que trava as batalhas nas ruas com canções e atitude. Se os INHEAVEN correm o risco de trazer as filosofias do grunge de volta só o tempo o dirá, mas aquilo que juntou James e Chloe foi o amor a bandas que marcavam o mundo com um olhar distinto, por bandas que falavam de perto e alto aos ouvidos e à alma dos adolescentes.

Um projecto audiovisual de Little e Taylor marcou os primeiros passos da banda: Little fez um vídeo de 30 segundos e passou Taylor para escrever música para as imagens. Compatibilidade testada, duo aprovado, entra a guitarra de Jake Lucas e o drumkit de Joe Lazarus e daí em diante uma abordagem DIY. Um website misterioso com vídeos escondidos, fanzines e músicas enviadas uma a uma para blogs espalhados pelo mundo. De volta ao ethos do punk e a certeza que continua a funcionar.

O novo single junta-se à já extensa e altamente recomendável lista de singles editados como “Vultures”, “Treats”, “Bitter Town”, “Drift”, “Baby’s Alright”, “All There Is” e “Regeneration”, o primeiro tema oficial dos INHEAVEN que foi editado justo pela editora de Julian Casablancas, Cult Records. Todos estes temas serão integrados no álbum homónimo de estreia que conta com a colaboração do produtor Tom Dalgety que trabalhou já com nomes como os Pixies e os The Maccabees.

INHEAVEN

01. Baby’s Alright
02. Treats
03. Stupid Things
04. Vultures
05. All There Is
06. World On Fire
07. Drift
08. Do You Dream?
09. Real Love
10. Bitter Town
11. Regeneration
12. Velvet