Who’s the man?! Who’s the man?! I’m the man! Diz Brandon Flowers, e nós confirmamos. Os The Killers oficializaram já aquilo que tinham prometido, e além de Flowers ser o “The Man”, é também um man de palavra. Prometido estava o single para dia 15 pela rede de televisão australiana Foxsports, o que significava que saía por cá ainda no dia 14. Cá está ela.

Naquilo que tinha já sido dado a ouvir pelo pequeno snippet de som há uns dias pelas redes sociais dos rapazes de Las Vegas, o som dos The Killers estava a caminho de uma transmutação sonora com ecos daquilo que comummente delineava o som que costuma sair da fábrica de fazer canções de James Murphy, seja nos LCD Soundsystem seja nos seus trabalhos como produtor.

Não tendo ficado longe da verdade, “The Man” vai ainda mais atrás no tempo e à arca habitual dos norte-americanos onde habitam agora os sons dos anos 80 e 70. De disco –  sim, eles também – e de muito do legado dos Talking Heads e de Davie Bowie circa Young Americans, disco de 1975 que tinha no funk e no soul grande parte da sua identidade, é feito o novo single dos The Killers.

“The Man” fará parte de Wonderful Wonderful, o quinto registo do estúdio dos norte-americanos que sai algures no outuno, ainda sem data definida nem alinhamento revelados, embora já se possam ouvir alguns previews na entrevista concedida a Zane Lowe durante o dia de hoje que podem ouvir aqui em baixo.