Piano Wire

Alguém está numa de fazer contas de cabeça e é bom em percentagens?! Bom, aqui não se é, e bem precisávamos de uma mãozinha dos Piano Wire.

Nascidos das cinzas de colectivo post-punk (ou algo arraçado de post-punk) Eighties Matchbox B-Line Disaster com Sym Gharial e Andy Huxley a transitarem para esta nova experiência  – sim, guardem a palavra “experiência” bem perto, porque vão precisar dela muitas vezes aqui – juntarem-se também Sean Duke e a Lenny Verralis nesta nova banda londrina. Os Piano Wire já têm o disco de estreia na fábrica e a data do parto marcada para 8 de Junho. O rebento vai chamar-se The Genious Of The Crowd, nome sacado e não inspirado a um poema do mestre da decadência Charles Bukowski, o que só por si já seria o suficiente para terem toda a nossa atenção. Mas no caso de não ser ainda suficiente a referência, os Piano Wire arrastam um rol de sonoridades e ecos de tanta coisa em si mesmos que é impossível não parar para fazer o jogo da descoberta dessas mesmas influências e ainda assim terminarmos com a sensação que algo ainda pode ter escapado ou até mesmo que estamos frente a frente com algo maior que a soma de tantas partes.

Com uma linha de guitarra que devia ter sido tatuada nas cordas de Joey Santiago, “Into The Orchid” oferece-nos a cabeça dos Pixies numa bandeja para logo de seguida “Are You The Vaccine?” rasgar o manual que David Grohl leu para fazer os Foo Fighters e acrescentar às estruturas pop da agressividade das guitarras uma descompensação rítmica inacessível a todos e, acima de tudo, ao alcance de quase nenhuns.  “Blue Canyon Eyes” é Queens Of The Stone Age travestidos de glam-rockers num mundo muito mais extenso que as planícies marcianas onde Frank Black descobriu os Placebo a fazerem versões de Jane’s Addiction. Confusos?! Poderíamos incluir na receita psicotrópica ainda o post-punk revolto dos B-Line Disaster e o outro mais estruturado dos Editors… Fiquemos por aqui e com as quatro faixas de apresentação aos Piano Wire. Acrescentem às supracitadas o vídeo de “Fossils” e descubra-se a melhor banda rock a nascer este ano… ou como diz o press-release que nos chegou “something biting and melodic and tense and beautiful.  Oh and there’s a little Elliot Smith in there too.”

alec peterson sig

 

 

 

 

[soundcloud url=”https://api.soundcloud.com/playlists/98575659″ params=”color=ff5500&auto_play=false&hide_related=false&show_comments=true&show_user=true&show_reposts=false” width=”100%” height=”450″ iframe=”true” /]