Incompreendido e desprezado pela comunidade clássica face aos exímios compositores franceses Debussy e Ravel, Erik Satie desperta no século XXI pelas mãos de Joana Gama.

Pianista e investigadora bracarense, Joana Gama estudou no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, na Royal Academy of Music, em Londres e na ESML, em Lisboa. Como artista e performer, Joana tem-se envolvido em projectos que associam a música às áreas da dança, do teatro, do cinema e da fotografia, como é o caso da sua mais recente peça, Nocturno.

Joana dá vida, desde 2016, às composições de Satie em espectáculos onde interpreta a célebre “Gymnopédie nº 1” em conjunto com “Vexations” e “Noturno”. Em Dezembro do mesmo ano, apresentou HARMONIES, uma composição inspirada no universo minimalista de Erik Satie.

Com o intuito de celebrar os 150 anos do nascimento do compositor francês – Satie nasceu a 17 de maio de 1866 -, Joana iniciou um projecto apoiado pela Antena 2 intitulado Satie.150 no qual interpreta também nomes como Arvo Pärt, Carlos Marecos e John Cage. Apresentado pela primeira vez a 07 de janeiro de 2016 no Centro Cultural de Belém, o projecto passou um pouco por todo o país, tendo chegado em Setembro às cidades de Utrecht e Amesterdão e a Paris três meses depois.

Para além dos recitais, Joana realizou palestras em escolas e coordenou o lançamento do livro Embryons Dessechés, uma edição especial da partitura homónima de Satie lançada pela Pianola Editores no dia do aniversário do compositor. A 8 de Julho do mesmo ano, Joana fez uma performance ininterrupta com a duração de 15 horas, da peça Vexations, também de Erik Satie, no Festival Jardins Efémeros, em Viseu. Apresentada originalmente em 1893, Vexations foi das primeiras obras do compositor francês, em que 32 compassos que se repetem 840 vezes, compõem os primeiros passos do minimalismo musical.

A pianista, juntamente, com Luís Fernandes na electrónica e Ricardo Jacinto no violoncelo, lançou o disco HARMONIES em Dezembro de 2016. O projecto foi apresentado em Portugal, Espanha, Escócia e Alemanha, tendo o seu último concerto tido lugar a 1 de Setembro de 2017, no Teatro Ribeiro Conceição em Lamego, no TRC ZigurFest ’17.

Ainda no universo de Satie, em co-criação com Victor Hugo Pontes, Joana editou a 20 de outubro de 2017 o disco e partituras da Nocturno, no Centro Cultural de Belém durante o Festival Big Bang, cuja peça será, novamente, apresentada no C.C. de Águeda nos dias 26 e 27 de Novembro.

Num retorno ao projecto “Satie.150”, Joana Gama estreia a sua nova digressão intitulada I LOVE SATIE com uma interpretação às 21 horas de hoje, no Teatro São Luiz, em Lisboa. Amanhã, no mesmo local às 16 horas, Joana dedicará a atenção ao mais novos, num espectáculo intitulado Eu gosto muito do Sr. Satie. A 01 de Dezembro, Joana parte em digressão para a Lamlash High School, nas Ilhas de Arran, no Reino Unido.

Na estreia de I LOVE SATIE, Joana Gama lançará o disco SATIE.150, uma edição que leva o selo da Pianola Editores. O preços variam entre os 15 e 12 euros e os bilhetes estão à venda nos locais habituais e na bilheteira do Teatro São Luiz.