Alguém disse que entrar na idade adulta tinha alguma piada e se passava para essa fase sem cicatrizes e arranhões emocionais? Se disse sabia bem que não era verdade. Sophie Allison, a menina-agora-mulher que tem a sua assinatura artística como Soccer Mommy, editou Clean, o disco de estreia em 2018, antes de atravessar essa linha. Agora em 2020, já do lado de lá da barricada da vida de gente crescida, regressa com o seu segundo álbum. Color Theory é feito dos conflitos familiares e dos distúrbios de saúde mental que estiveram em cima da ponte entre a manufactura dos dois registos.

Uma coisa é certa, apesar do peso das temáticas e das árvores que deram este Color Theory, Soccer Mommy não perdeu de todo a doçura com que escreve estas maravilhas indie pop e dreamrock cobertos de açúcar agridoce. O disco sai pela Caroline.