Tame Impala

Vão buscar a garrafa de champagne que já temos a data de lançamento para Currents. A banda australiana liderada incontestavelmente pela guitarra, voz e génio de Kevin Parker edita o sucessor de Lonerism a 17 de Julho mais uma vez pela Modular.

Currents foi escrito, gravado e produzido por Kevin na sua Austrália natal e revela-se como um mapa da evolução do compositor desde Innerspeaker de 2010. Uma vida que mudou, relações, perspectivas e objectivos que fizeram dele uma nova pessoa. Musicalmente, Currents deixa o passado e toda a concorrência para trás, provando e comprovando que os Tame Impala não são meramente um colectivo de psicadelismo estanque e que sabe beber das poções mágicas do funk dos anos 70, das baladas de 80, do futurismo inclassificável dos Daft Punk e até de um future pop que desemboca em poemas ambíguos e na voz de Parker, puxada para a frente das orquestrações pela primeira vez em oposição aos filtros, reverbs e todo o fuzz que envolvia a sua voz.

Currents reescreve a história de Parker e dos Tame Impala enquanto abre novos caminhos e paisagens a um género que não vai ter alternativa senão mudar de agora em diante. O futuro (re)começa aqui.

Esta é ‘Eventually’. Recordem “Let It Happen“, “‘Cause I’m A Man” e “Disciples” clicando nos nomes das faixas.

Currents

01. Let It Happen
02. Nangs
03. The Moment
04. Yes I’m Changing
05. Eventually
06. Gossip
07. The Less I know The Better
08. Past Life
09. Disciples
10. Cause I’m A Man
11. Reality In Motion
12. Love/Paranoia
13. New Person, Same Old Mistakes

alec peterson sig