Depois de se terem perdido em 2015 algures num emaranhado multicolor de sprays de linhas pouco definidas e profundamente irreconhecíveis com English Graffiti – o disco de 2015 que marcou uma espécie de desvio das canções construídas entre o garage, o post-punk e o surf rock e se aconchegavam num novelo punkish, e os punha no rumo de uns anos 80 menos glamourosos -, os The Vaccines voltam à composições maiores que a vida, às guitarras assertivas e aos hinos de estádio, e apertam a seringa com uma valente dose bacteriana de sex, drugs & rock n’roll.

O regresso aos discos dos londrinos marca simultaneamente um regresso às estruturas químicas infecciosas com que viciaram o mundo em 2011, altura em que se surgiam de rompante com What Did You Expect from The Vaccines?, o álbum de estreia da banda. O novo lançamento tinha já sido confirmado no ano passado, com os britânicos a reforçarem a intenção de editarem mais uma colecção de canções em palco, nomeadamente em Shanghai, onde estrearam três temas novos: “Your Love Is My Favourite Band”, “Surfing In The Sky” e “Rolling Stones”, temas que aparecem agora no alinhamento do álbum.

“I Can’t Quit” é o tema de avanço para Combat Sports, o quarto registo de longa-duração dos The Vaccines, e firma um regresso às raízes sonoras dos britânicos, comuns ao imenso lote de bandas, principalmente britânicas, que viveram a transição das primeiras duas décadas do novo milénio. O álbum tem data de lançamento marcada para 30 de Março. Em baixo, o novo tema, o alinhamento do disco e o trailer.

Combat Sports
01. Put It On a T-Shirt
02. I Can’t Quit
03. Your Love Is My Favourite Band
04. Surfing in the Sky
05. Maybe (Luck of the Draw)
06. Young American
07. Nightclub
08. Out On The Street
09. Take It Easy
10. Someone To Lose
11. Rolling Stones