É sem grande surpresa que damos de frente com o anúncio do novo disco a solo de Thom Yorke depois de mais uma estratégia de promoção bizarra como já vem sendo hábito tanto nos lançamentos dos Radiohead como de Thom. Mas como as coisas não podiam ser simplesmente simples, o músico inglês apresentou também uma curta-metragem realizada com Paul Thomas Anderson, o realizador trabalhou com a banda de Oxford no último A Moon Shaped Pool.

Pois então, Anima – o novo disco que sai já na quinta-feira, 27 de Junho pela XL – reflecte-se também em Anima – o pequeno filme – que estreia no mesmo dia na Netflix. Se o segundo tem a mão do realizador norte-americano, o disco tem a do colaborador mais que habitual no universo radioheadesco, Nigel Goodrich, que escreveu e produziu o disco com Yorke.

O filme é um one-reeler, uma sequência de 10 a 12 minutos gravada em um só take usada nos tempos do cinema mudo, e terá três das músicas do sucessor de Tomorrow’s Modern Boxes de 2014 e da banda sonora para Suspiria em 2018. O novo disco sai em multiplas edições com a edição em vinil a incluir um tema extra, “Ladies & Gentlemen, Thank You for Coming”.

Thom Yorke toca a 13 de Julho no NOS Alive no que será a estreia a solo em território português. Yorke dividirá o palco Sagres com os IDLES, Marina, Gavin James e os Rolling Blackouts Costal Fever.

ANIMA

01. Traffic
02. Last I Heard (…He Was Circling the Drain)
03. Twist
04. Dawn Chorus
05. I Am a Very Rude Person
06. Not the News
07. The Axe
08. Impossible Knots
09. Runwayaway