Zibra
Zibra

Zibra e as paisagens electro-rock

Se havia dúvidas, os Zibra fizeram o favor de as desfazer todas. Os 80s estão definitivamente de volta… outra vez! Enquanto a vaga psicadelista passa – ou vai passando -, outra apressa-se a tomar-lhe o lugar. O revivalismo oitentista anda por aí e parece não dar tréguas. Os ciclos sobrepõem-se e a história parece repetir-se, para desespero de uns e regozijo de outros. A new wave, a mescla de sintetizadores e teclados, as pistas de dança que teimam em querer materializar-se à distância de um play, sucedem-se semana após semana e pintam de euforia colorida o espaço zoned out dos últimos anos.

Aos Zibra já lhes conhecíamos as listas e são já nossos conhecidos de longa data e o electro pop à la Depeche Mode-meets-Klaxons-meets-Digitalism que nos deixaram na altura fizeram com que consecutivamente nos lembrássemos deles. E agora há novo vídeo. Lançado originalmente em 2015 enquanto parte do alinhamento de EP2000, “Eclipse” ganha forma segundo efeitos visuais que de 80s têm tudo e de figurinhas chinesas em contraluz também. Mais “indiezado” que o anterior “Heartache” e menos declaradamente retro, “Eclipse” está bem demarcado na coerência sonora de uma década que nos tem trazido diariamente alimento para a alma. Com álbum de estreia em preparação, por nós, já estariam a caminho de um festival de verão qualquer. E pode ser ainda que.